4 coisas irritantes em The Walking Dead

0 Flares 0 Flares ×

Todo mundo sabe que o primeiro episódio da oitava temporada teve índices de audiência bem aquém do esperado. Então resolvi fazer essa mini-lista, expondo 4 pontos irritantes da série.

Para quem não sabe sobre o índice da audiência do seriado, segue o texto…

 

“A oitava temporada de The Walking Dead estreou com uma queda na audiência se comparada com o ano passado. O 100º episódio da série teve um total de 11,4 milhões de espectadores nos EUA, uma queda de 33% em relação ao começo da sétima temporada, que trouxe para a AMC 17 milhões de espectadores.

A queda foi sentida até mesmo nos sites de downloads ilegais: de acordo com a Tecxipio, o capítulo de estreia da oitava temporada teve apenas 774 mil downloads ilegais nas primeiras 24 horas, enquanto o debute da sétima temporada teve 1,33 milhões, uma diferença de 42%.” – Fonte da notícia: Jovem Nerd.

 

Os números não mentem, mas qual o motivo disso tudo?

Vou começar com o que mais me irrita, a burrice dos personagens.

Anos e mais anos de apocalipse zumbi. O programa chegou em um ponto em que os zumbis não são os problemas maiores, e o que Jesus quer? Dar uma chance para os outros. No começo era aceitável essa opção, agora, não mais.

Poderia citar vários casos, exemplo: quer morte mais estúpida do que a da Beth? Ou aquele soco que o Daryl deu no Negan ocasionando a morte do Glenn?

Quer mais estupidez? 

Que tal a do Glenn? Ele viu que Nicholas “deixou” Noah morrer, quase foi morto por Nicholas, deixou o rapaz vivo, para quase ser morto novamente. E, convenhamos, que cena mal feita essa…

Poderia citar vários casos, mas vamos para o segundo item da lista. Os enredos repetidos.

Rick e CIA procuram um lugar, encontram, limpam, vem um vilão, eles perdem tudo, foco em núcleos diferentes, eles se reencontram… Rick e CIA procuram um lugar, encontram, limpam, vem um vilão, eles perdem tudo, foco em núcleos diferentes, eles se reencontram… Rick e CIA procuram um lugar, encontram, limpam, vem um vilão, eles perdem tudo, foco em núcleos diferentes, eles se reencontram…

Morgan, Rick, Daryl, Michonne, Governador, Tara, Heath, Carol, Eugene… a lista de personagens que já tiveram um episódio para si é imensa, o pior disso? Alguns nem são personagens principais.

E isso nos trás diretamente para o 3º item da lista, que é a quantidade de episódios por temporada junto com a enrolação para contar tais histórias.

Sério, precisa mesmo de 16 episódios por temporada? Qual o motivo? Fazer cada personagem ter seu episódio solo e tentar ganhar mais dinheiro com publicidade? Volto ao exemplo do Gleen. O dia que ele caiu embaixo daquela lixeira, passaram-se 3 episódios para vermos o desfecho da história.

E que tal a história do Morgan com Eastman? 65 minutos para ele aprender que toda vida é importante, e nesse segundo episódio (8ª temporada) matar meio mundo. Quer controvérsia maior?

Ah, mas é sempre bom lembrar o dia que os Wolves invadiram Alexandria. Foi o Morgan que tinha deixado eles vivos, bom, você sabe que quase deu m….

E vou fechar com o que mais me irrita…

Realmente, existem personagens que não morrem. Você pode me falar, mas teve Glenn, Abraham, Andrea, Hershel, Beth… sim, tivemos, mas olhe o tempo que estamos nesse apocalipse, acontece de tudo, morrem vários figurantes, mas os principais se mantém lá, firmes e fortes.

Sim, eu sei, é uma história fantasiosa. Só que um pouquinho mais de coerência não mataria ninguém, ou melhor, mataria…

Não deixe de conferir.

5 vezes que o Negan xingou mais que o normal

Negan não é um vilão…

Siga sempre o bom líder…

HQ’s Entrevista | Cassius Romero, o dublador do Negan

5 Ensinamentos do Negan

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×