6 obras que me encantaram nesse ano que passou

0 Flares 0 Flares ×

Mais um ano se foi, e durante esses 365 dias eu assisti e li muita coisa, então resolvi separar 6 obras que me tocaram durante esse período. Separei 2 quadrinhos, 2 livros e 2 filmes.

Vou começar com o tão conhecido “Poderoso Chefão 2“.

Eu era apenas uma criança quando assisti “O Poderoso Chefão”, confesso, achei ele bem sem graça. Cerca de 10 anos se passaram, muitas referências dessa trilogia eu encontrava por todos os lugares, então, um dia, sem nada para fazer, resolvi assistir “O Poderoso Chefão 2“.

A conclusão que cheguei? Eu não era maduro o suficiente para absorver “O Poderoso Chefão“. Hoje, mais velho, consigo enxergar o quão bela é essa produção.

A história da mafiosa família Corleone é extremamente conhecida, mas se você acha que ele é “apenas” sobre máfia, engana-se profundamente… família, negócios, inteligência emocional, tudo é abordado com uma sabedoria gigantesca. Falar sobre o longa é chover no molhado, então como já dizia Michael Kyle: – “Tudo o que é preciso saber dessa vida está em O Poderoso Chefão”.

___

Saindo da máfia quero entrar em um filme que mostra desencontros da vida. Seu nome é Blue Jay.

Sério, se você gosta de filmes que mostram vida real. Esse é seu longa, Jim (Mark Duplass) e Amanda (Sarah Paulson) formavam um lindo casal, mas o tempo meu amigo, o tempo é traiçoeiro, eles se separaram.

Então, esse nosso amigo chamado tempo agiu mais uma vez… décadas se passaram e eles se reencontraram. A partir desse reencontro eles começam colocar os assuntos em dia, e o desenvolvimento é simplesmente maravilhoso.

Filme com apenas dois atores, sem ação, suspense… apenas “diálogos reais”.

___

Vamos para um campo que me fascina muito: quadrinhos. Sinceramente, já falei tudo sobre Blacksad nesse post, mas, para você que não leu.

John Blacksad é um gato. Seu passado fugindo da polícia e servindo na Segunda Guerra Mundial lhe deram habilidades de luta. Que hoje ele pratica em seu serviço de detetive.

O quadrinho é ambientado no final da década de 50. Onde Blacksad atua para resolver os mais variados casos. Casos envolvendo assassinatos, racismo, grupos extremistas, religião. Sempre tecendo comentários irônicos, com seu terno escuro e seu típico azar no amor, ele protagoniza essa bela série.

__

Outro quadrinho que me chamou a atenção foi “Maus A História de um Sobrevivente“.

O quadrinho é um relato sobre o Holocausto. Nele, Art Spiegelman mostra a luta de seu pai (judeu polonês) para sobreviver. Aquela coisa bem crua, sem rodeios, mostrando o lado cruel do ser humano.

Maus tem uma excelente história, agregado aos seus desenhos em preto e branco temos animais para representar os humanos. Isso ajuda muito na compreensão dos fatos.

Judeus são ratos, nazistas são gatos, poloneses não-judeus são porcos, os americanos são cachorros.

___

 

Vamos sair dos quadrinhos, mas não iremos pra longe, vamos logo ali, para os livros… Nineteen Eighty-Four ou 1984 é um daqueles livros que TODO mundo deveria ler. Não existe meio termo para essa obra.

A obra de George Orwell é focada em Winston, um homem de meia-idade que vive em um mundo totalmente controlado pelo estado.

Nada foge dos olhos do “Grande Irmão”. Seja por meio de helicópteros vigiando as ruas, pelas teletelas (uma espécie de televisão) dentro das residências ou, ainda, pelas crianças que nasceram no regime totalitário do Grande Irmão e denunciam qualquer pessoa (muitas vezes sendo os próprios pais) que cometa uma crimideia (crime de pensamento).

Excelente livro para fazer você refletir sobre o totalitarismo e, principalmente, sobre o mundo que o cerca.

 

___

Vou fechar com Trem Noturno Para Lisboa, esse é outro que já falei diversas vezes no site.

Resumidamente: Raimund Gregorius é um professor dos mais metódicos. Um dia ele encontra uma portuguesa que estava para saltar de uma ponte. Gregorius salva a mulher, mas algo muda dentro dele.

Ele vai até um sebo, encontra um livro de reflexões escrito por Amadeu, fascinado com o conteúdo ele decide abandonar sua vida pacata em Berna (Suiça) para descobrir quem é o autor que tocou sua alma.

Tudo bem, pode ser que essa “mini sinopse” não lhe atraia, mas deixa eu te falar. Você gostou de Blue Jay? Você gosta de Anos Incríveis? How I Met Your Mother? Entre Nós? Conta Comigo?… Você gosta de vida real? De coisas que lhe fazem pensar?

Meu amigo, esse é seu livro. Não irei dar detalhes, apenas deixo você com uma fala de Amadeu“Será que tudo o que fazemos é pelo medo que temos da solidão? Será por isso que abrimos mão de todas as coisas das quais nos arrependeremos no fim da vida? Será por isso que tão raramente dizemos o que pensamos? Se não for por isso, por que é que insistimos em todos estes casamentos falidos, nas amizades hipócritas, nas tediosas festas de aniversários? O que aconteceria se rompêssemos com tudo isso, se acabássemos com a chantagem insidiosa e nos assumíssemos como somos?” 

___

E ai, quais foram as obras que te deixaram fascinado? Comente!

Não deixe de conferir.

5 trechos do livro 1984 que fala da classe proletária

5 trechos marcantes do livro Trem Noturno para Lisboa (Parte 2)

Trem Noturno para Lisboa | Filme vs Livro

Blacksad não é um simples quadrinho

Você conhece John Blacksad?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Henry Braga

Assisto preferencialmente o que não está na moda, gosto de livros, quadrinhos, séries e filmes. Também sei admirar DC e Marvel (sim, é possível), ainda tenho meu Super Nintendo. Seinfeld, Anos Incríveis e Watchmen são algumas de minhas preferências.