HQ’s Entrevista | Emerson Lopes

0 Flares 0 Flares ×

Emerson, o entrevistado de hoje, criou um vampiro que não é do Brasil, mas podemos dizer que é brasileiro. Ele ainda trabalha com animações em 2d, faz ilustrações, além de produzir suas tiras, e se você acha pouco tudo isso, saiba que até o mestre Maurício de Souza já o elogiou… com você, Emerson Lopes.

Gostaria começar agradecendo sua disposição em trocar algumas palavrinhas conosco do HQ’s com Café.

Eu que agradeço, é um prazer.

1 – Emerson, nos conte um pouco sobre sua vida.

Eu sou natural de São Gonçalo – RJ, mas atualmente resido na cidade do Rio de janeiro. Tenho 40 anos e trabalho como ilustrador e animador 2D desde 97, e nesse período posso dizer que já fiz um pouco de tudo na área. Também sou casado e pai de duas crianças que, espero, um dia, queiram herdar minha coleção de livros e gibis… (risos).

2 – Sabemos que você é um profissional completo, produz suas tiras, é ilustrador e trabalha com animações em 2d, nos explique quando que surgiu a paixão para trabalhar com esse tipo de coisa, e se todo esse talento veio de forma natural ou você se especializou em cada área?

Obrigado. Na verdade acho que completo o artista nunca chega a ser de fato, já que sempre há o que aprender, e essa é parte da graça. Com relação a pergunta, meu envolvimento com a arte existe desde que eu me entendo por gente, começando com os quadrinhos. Praticamente aprendi a ler com eles, e não me lembro de um momento em que a arte não estivesse de alguma forma presente em minha vida. Quanto ao que se costuma chamar de talento, acho que nada mais é do que a predisposição e facilidade para se aprender algo em especial. A habilidade mesmo vem com o treino e a prática. No meu caso, muitas vezes aconteceu de eu ir me aprimorando na medida em que determinadas habilidades me eram exigidas.

painel

3 – Com todo esse talento você acabou fazendo grandes trabalhos, mas um em especial nos chamou atenção, sua participação no MSP+50, nos fale qual foi a sensação de participar de uma homenagem ao nosso mestre, Maurício de Souza?

Eu lembro que mal pude acreditar quando o Sidney Gusman me ligou me convidando para o projeto. Foi um sonho realizado, sem dúvida! Curti cada etapa do processo de criação da história, que fluiu muito rapidamente. E conhecer posteriormente os demais autores, participar das sessões de autógrafos e principalmente, ouvir elogios ao seu trabalho vindos do próprio Maurício de Souza foram com certeza a cereja do bolo!

4 – Atualmente você participa de mais algum projeto? Ou tem alguma coisa em mente?

Entre um job e outro, trabalho atualmente em alguns projetos autorais que espero, vejam a luz do dia num futuro próximo. Ao menos batalhamos pra isso. Dentre os que posso citar, estão um projeto de game para plataformas mobile, uma hq com o escritor Carlos Felipe Filgueiras (autor da hq “A Carta”, lançada pela editora Devaneio), e novos quadrinhos com o meu personagem “Alfredo, o vampiro”.

5 – Emerson, uma das coisas que nos motivaram fazer essa entrevista foi sua criação, Alfredo, o Vampiro, como que você teve a ideia de criar um Vampiro brincalhão? Ou melhor, um Vampiro mulherengo?

O Alfredo inicialmente surgiu como uma idéia simples. Um cara sem noção, que não se dava bem com as mulheres, mas que é um otimista por natureza e nunca desiste de tentar. No entanto eu senti que ele ainda precisava de um elemento inusitado, e na última hora me veio a idéia dele ser um vampiro. Não um desses “modernos”, mas um vampiro clássico, com capa preta e tudo, vivendo no mundo atual. Ele veio para o Brasil para mudar de ares e fazer amigos, já que na Transilvânia todos tinham medo dele. E por acaso ficou sabendo que as mulheres daqui eram lindas, o que pra alguém como ele é um atrativo e tanto!
Infelizmente, por motivos de falta de tempo não tenho conseguido produzir material novo com o personagem. Mas espero mudar isso em breve.

alfredo

6 – Você só tem esse personagem? Pensa em criar mais algum?

Não, tenho vários outros. Mas eu mesmo sou um só, então cada um receberá a atenção devida no tempo certo. Novos personagens virão, com certeza. Mas quando eles chegarão ao público, o futuro dirá… 😉

7 – Vamos falar um pouco sobre o cenário de quadrinistas brasileiros, você lê alguma coisa nacional? E como você enxerga as criações brasileiras?

Compro quadrinhos nacionais há muito tempo. Desde as antigas histórias de terror, passando pelos materiais que hoje saem nas livrarias e até as hqs independentes. Apesar dos pesares do nosso mercado editorial, acredito estarmos vivendo um bom momento, com muita coisa boa sendo lançada numa freqüência que há poucos anos era impensável. Temos grandes talentos nacionais mostrando o seu trabalho aqui e lá fora, e acredito que esse quadro tende a se ampliar ainda mais com o avanço da tecnologia e a facilidade que a internet nos dá de mostrarmos a nossa produção ao público.

8 – Onde que o leitor pode comprar suas obras e como ele pode entrar em contato com você?

O livro “Alfredo, o vampiro” pode ser adquirido on-line, no site da editora Estronho, ou nos pontos físicos listados no site.

Os álbuns “Pequenos Heróis” e “Futuros Heróis” podem ser encontrados nas livrarias ou, respectivamente, através dos sites das editoras Aquário Editorial  e Desiderata.

Já o álbum “MSP+50” pode ser adquirido também nas melhores livrarias ou pelo site da editora Panini.

E quem quiser falar comigo pode me contactar através de minha página profissional no facebook  ou pelo Email: emerson.desenho@gmail.com.

Emerson, agradecemos imensamente o tempo que você concedeu para essa entrevista, se você deseja deixar algum recado ou falar mais alguma coisa, esse é seu espaço.

Eu também mais uma vez lhes agradeço de coração pelo interesse em meu trabalho. Quem faz quadrinhos no Brasil sabe o quanto veículos como este são importantes não apenas para divulgar nossos trabalhos ao público, mas também para ajudar a reforçar a importância desta arte popular tão pouco reconhecida em nosso país, mas que tanto amamos. Espero que vocês e seu público possam acompanhar meus próximos projetos. Um grande abraço, sucesso, e sempre que precisarem, estamos aí! 😉

Leia outras Entrevistas.

Adquira as canecas do Alfredo, o Vampiro em nossa loja.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×