HQ’s Entrevista | Leonardo Laino, o criador do Universo Zenith

0 Flares 0 Flares ×

Se você não conhece nada sobre heróis nacionais. Ou melhor, se você acha que personagens brasileiros não existem. Vou lhe apresentar um quadrinista que tem mais de 200 personagens. Sim, você leu certo, duzentos personagens…

1 – Nesses seus mais de 30 anos de carreira você criou diversos personagens. Você sabe exatamente quantos foram? E qual depois de finalizado lhe deu mais orgulho?

Realmente, não sei exatamente quantos foram criados… porém posso dizer que passam dos 200. O que mais me orgulha é certamente o Brazor Fênix, o Arcanjo Vingador.

Brazor Fênix

2 – Agora vamos falar sobre alguns personagens. Conte-nos um pouco sobre o “Rukkon, o Descomunal”, “Liberdade”, Balkhan, o Arauto da Morte” e “Brázor Fênix”. | Queria abordar mais personagens, mas iríamos precisar de umas 50 entrevistas… (risos)

Bem, Rukkon é um caçador de recompensas intergalático brutal e astuto.

Liberdade é uma mestiça nascida no Amazonas que possui duas jóias místicas esmeraldas em forma de anéis, que lhe conferem poderes mágicos.

Balkhan é um guerreiro bárbaro conanesco numa era perdida.

Brázor é um arcanjo caído que deve se redimir combatendo o mal em todas suas formas… e ainda tem a Selenis minha vampira ruiva das trevas… e o Guardião BR, o protetor da pátria.

3 – Xenomix e Invencíveis, fale-nos um pouco sobre esses dois grupos, aproveite para falar quantos grupos de heróis você criou.

Lá vai… Xenomix foi a primeira equipe que eu criei, nos anos 90, inspirados nos X-Men e heróis da Image, ainda quando morava na Argentina, onde foi publicada uma aventura. São alienígenas com poderes especiais exilados na Terra. Já os Invencíveis são um grupo a lá Avengers, da Marvel. Reunindo vários personagens individuais, e a Aliança Zenith, com os heróis principais, tipo a Liga da Justiça da DC.

4 – Tudo o que já citamos faz parte de um gigantesco universo. Afinal, o que é o universo Zenith? E como surgiu sua ideia de criação?

Bom, sim todos fazem parte do Universo Zenith, sempre em desenvolvimento. É um universo que teve início aos meus 10 anos de idade, onde posso dar asas à imaginação e criar tudo que eu desejo. Claro, inspirado em todos os universos que eu conheço, Marvel, DC, Image, 2000AD, Conan, desenhos animados, etc. Eu criei uma “bíblia” ou, digamos, um Sourcebook, com todos os acontecimentos do UZ desde o seu início até seu futuro. Isso não foi publicado, nem divulgado, ainda. Algum dia quem sabe, eu poderei publicar alguma coisa desse meu universo de super seres. Gostaria de produzir desenhos e até filmes dos personagens, é um sonho…

5 – O universo Zenith está sempre em expansão. Mas de onde vem tanta inspiração?

Sim, sempre… de onde vem eu não tenho a menor ideia, deve ser um metagene ou uma mutação (risos).

6 – Pretende ampliar ainda mais esse universo?

Com certeza… sempre há espaço. O espaço é infinito.

7 – Como você se enxerga no cenário brasileiro de quadrinhos?

Não me enxergo. Bem, vamos dizer que sou um maluco criativo no meio de muitos outros que procura seu lugar ao sol. Não me acho mais do que ninguém, gostaria que outros artistas e criadores pudessem desenvolver seus personagens tanto quanto eu mesmo. Infelizmente não há interesse por parte de editores, editoras-publicadoras, leitores e mídia. Assim fica muito difícil o surgimento de um mercado nacional de HQs nacionais mensalmente em bancas.

8 – Por último. Quem é Leonardo Laino?

Um criador e sonhador.

Leonardo. Foi um prazer poder falar com você. Desejamos que seu sucesso só aumente. E agora o espaço é seu, deixe seus contatos e se quiser falar alguma coisa, a casa é sua. 

Obrigado a vocês pela oportunidade de divulgar meu trabalho e criações. Para mais informações acessem: www.universozenith.blogspot.com/

Leia outras Entrevistas.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×