A Corrida Espacial do Zé Colmeia

0 Flares 0 Flares ×

História de Criação.

Existem vários desenhos que são baseados em filmes, The Dogfather e Os Verdadeiros Caça-Fantasmas são exemplos disso. Hoje irei comentar de um desenho que não se baseou em um grande filme, mas que adotou alguns conceitos. Estou falando da “Corrida Espacial”, desenho produzido pela Hanna-Barbera que utilizou do grandioso sucesso de Star Wars (1977) e de sua criação “A Corrida Maluca”, para criar “Yogi’s Space Race” (A Corrida Espacial do Zé Colmeia), no ano de 1978.

A série animada tinha em média 22 minutos, contou com uma temporada de 13 episódios, a idealização do projeto foi de Iwao Takamoto, a produção ficou por conta de Joseph Barbera e William Hanna e a direção era de Ray Patterson e Carl Urbano.

Enredo. 

O desenho utilizava de grandes personagens do estúdio: Zé Colmeia, Tutubarão, Dom Pixote e Fantasmino, misturados com personagens novos: Capitão Guapo, Pato Quack e Falsão.

Eles adentravam a uma corrida espacial que prometia grandes premiações, mas que no final não era nada disso. Os pilotos não ficavam sozinhos em suas naves, as divisões eram as seguintes: Zé Colmeia e Arrepio (senti falta do Catatau =/ ) | Dom Pixote e Pato QuackFantasmino, Suzana e RitaTutubarão e Kojeca.

Lógico que teríamos que ter uma espécie de Dick Vigarista e Muttley, quem ficava com esse papel era o Falsão e o seu cachorro, Trambique. Como eles não queriam ser reconhecidos, se transformavam em Capitão Guapo e Branquinho. Normalmente eles paravam em algum lugar do espaço, falavam com criaturas estranhíssimas e armavam para que os competidores fossem capturados, ou paravam no meio da corrida para indicar atalhos inexistentes para os competidores.

Explicações sobre o desenho e as premiações. 

Saturno 500 (primeiro episódio) começa com o narrador falando que a corrida teria 500 voltas em volta dos anéis de Saturno e terminaria em Plutão, temos a apresentação de todos os personagens e em seguida a corrida começa. O episódio se espelha muito na fórmula da “Corrida Maluca”, todos correm, Capitão Guapo e Branquinho tentam armar algumas coisas, lideram por algum tempo e no final perdem.

Prêmio: uma viagem para marte com direito a um passeio romântico de gôndola, a corrida foi vencida por Zé Colmeia e Arrepio, o grande problema foi que Marte estava cheio de monstros.

O desenho segue essa linha em todos os episódios. Narrador, apresentação, corrida e premiação fajuta, mas quero chamar sua atenção para o quarto episódio – Nebuloc – O Planeta Pré-Histório – sim, ele também começa igual os outros, o narrador apresenta o planeta, diz que o local é muito perigoso, em seguida apresenta os personagens e fala que o prêmio era ser pintado por um escultor famoso chamado Leonardo Linguini.

Em certa altura Tutubarão e Zé Colmeia param para pedir instruções, e quem dá as coordenadas do local? …

Isso mesmo, Fred Flintstones e Barney.

Outra coisa interessante, Dick Vigarista e Muttley não venciam as corridas, Falsão e Trambique, sim. Mas o prêmio dessa corrida não foi dos melhores, quando diziam que o prêmio era ser pintado, eles queriam dizer que eles seriam pintados de verdade…

É, a Hanna-Barbera é um estúdio espetácular.

Gostou da história? Então leia mais sobre outros desenhos.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Henry Braga

Assisto preferencialmente o que não está na moda, gosto de livros, quadrinhos, séries e filmes. Também sei admirar DC e Marvel (sim, é possível), ainda tenho meu Super Nintendo. Seinfeld, Anos Incríveis e Watchmen são algumas de minhas preferências.