HQ’s Entrevista | Moacir Torres

0 Flares 0 Flares ×

Hoje é dia de falar com Moacir Torres, o brasileiro que criou a Turma do Gabi e o Papo Amarelo, nessa entrevista vamos saber um pouco mais sobre a sua vida, seus heróis e como anda o cenário nacional de HQs.

Antes de tudo, se deseja saber um pouco mais sobre o Papo Amarelo leia nossa matéria, ou, acesse o Facebook do Papo Amarelo.

1 – Moacir, fale um pouco sobre sua vida.

Eu sempre fui um agitador cultural, mesmo quando morava em Santo André e depois aqui em Indaiatuba. Estou sempre engajado em projetos culturais na cidade e região de Campinas. Atualmente tenho o Estúdio EMT no qual fazemos trabalhos de design, cartilhas, ilustras de livros e outras artes.

2 – Quando que surgiu essa paixão pelas HQ’s? E qual era o seu personagem preferido?

Quando tinha uns nove anos, achei uma revista “Gibi” num lixo quando voltava da escola. Como éramos pobres eu nem sabia o que era quadrinhos. Foi desse achado que me apaixonei pelas HQs. Depois os meus amiguinhos que tinham gibis me emprestavam e eu comecei a copiar e depois a criar minhas próprias HQs. Fazia um sucesso na escola. Na época curtia muito Snoop e sua turma e a Turma do Pererê do amigo Ziraldo.

3 – Recentemente falamos sobre o Papo-Amarelo aqui no site, fale como que surgiu a ideia de criar um herói que iria defender a Amazônia.

Isso aconteceu em 1990 vi uma matéria num desses jornais da época dizendo que vários animais da Amazônia estavam sendo dizimados pelos caçadores, e os mais procurado eram os Jacarés. Fiquei “P” da vida com essa notícia e logo pensei em fazer algo pra tentar conscientizar o povo sobre isso. Como escrevia e desenhava logo pensei em criar um herói pra ajudar nessa luta contra os caçadores e traficantes de animais e criei o Papo Amarelo. Um herói bem brasileiro e com a missão de ajudar a população ribeirinha da floresta bem como os animais. O nome Papo Amarelo é uma homenagem aquela espécie de Jacaré que na época estava sendo caçado por ter uma pele valiosa no mercado internacional.

4 – Além do Papo Amarelo, você tem mais algum outro personagem? Se sim, fale um pouco dele pra gente.

A minha criação principal é a Turma do Gabi que em 2015 completou 40 anos de criação. Nesses anos produzimos centenas de HQs, milhares de revistas de atividades, livros, animações, cartilhas e muito mais com a nossa criação maior que é a turminha do Gabi que foram produzidas no Brasil, Portugal e na Espanha. Essa turma é que nos deu tudo que já conquistamos de bens materiais e satisfação em continuar na área.

5 – Tem algum projeto paralelo?

Papo Amarelo é o projeto paralelo, estamos investindo nesse personagem que como a Turma do Gabi vem fazendo muito sucesso. Tanto é que vários artistas brasileiros que fazem HQs estão pedindo autorizações para colocar o herói em suas aventuras.

Turma do Gabi.

6 – E sobre o cenário nacional de quadrinistas independentes, qual é o maior problema que vocês enfrentam?

Na minha opinião os quadrinistas em geral sofrem com essa avalanche de heróis importados do mundo todo. E as empresas preferem investir nesses “Personagens”  que não tem nada a ver com o nosso universo tupiniquim.

7 – Tem esperança que isso mude daqui algum tempo?

Tenho toda convicção que em breve isso vai mudar, aí os empresários vão começar a olhar mais pros nossos heróis, verdadeiramente brasileiros.

8  – Bom, vamos encerrar por aqui, mas antes, onde nosso leitor poderá comprar suas HQ’s? E como ele poderá entrar em contato com você?

Para adquirir nossas publicações: http://editora-emt.blogspot.com.br/
Contatos comigo: estudioemt@gmail.com
Nosso site: www.turmadogabi.com.br
Papo Amarelo: www.papo-amarelo.blogspot.com.br

Moacir, o HQs com Café agradece pela sua atenção, se deseja falar mais alguma coisa, ou deixar um recado, esse é seu espaço.

Gostaria de falar para aqueles que fazem HQs de heróis ou que ainda estão pensando em criar um herói que busquem criar algo diferente e usar as coisas do nosso pais em suas histórias. Chega de copiar ou criar personagens parecidos com esses heróis dos quadrinhos Marvel, DC e etc. Crie personagens próprios e com temáticas nacionais!

Chegamos ao final de mais uma entrevista, não deixe de acessar as redes sociais do Moacir para saber um pouco mais sobre sua obra.

Para ler outras entrevistas clique aqui.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×