Opinião com Café | Conta Comigo

0 Flares 0 Flares ×

Filme de 1986 com 1 hora e 25 minutos de duração.

Sinopse: Gordie Lachance (Richard Dreyfuss), um escritor, recorda quando tinha entre doze e treze anos no verão de 1959 e vivia em Castle Rock, Oregon, uma localidade com 1281 habitantes. Gordie tinha três amigos inseparáveis: Chris Chambers (River Phoenix), Teddy Duchamp (Corey Feldman) e Vern Tessio (Jerry O’Connell). Chris era o líder natural, Teddy era emocionalmente perturbado e, se Gordie era o intelectual do grupo, Vern era o mais infantil. Um dia Vern ouviu por acaso Billy Tessio (Casey Siemaszko) e Charlie Hogan (Gary Riley) comentando sobre o corpo de Ray Brower, garoto da idade deles que havia desaparecido. Cada um deu uma desculpa em casa e partiram para tentar encontrar o corpo. Nenhum deles imaginava que esta viagem se transformaria em uma jornada de autodescoberta que os marcaria para sempre.

Opinião com Café.

“Eu nunca mais tive amigos como os que eu tinha aos doze anos de idade”! – Gordie Lachance.

É com essa linda frase que eu começo a falar sobre o filme “Conta Comigo”, de 1986.

Gordie (Richard Dreyfuss), é um escritor de meia idade, na trama ele nos conta sobre si, uma criança que perdeu seu irmão e que é rejeitado pelos seus pais, ele tem como melhores amigos, Vern (Jerry O’Connell), Teddy (Corey Feldman) e Chris (River Phoenix), um dia eles descobrem que existia um cadáver de uma criança localizada a 50 km deles, então, como bons adolescentes irresponsáveis, eles resolvem partir nessa jornada de aventura e auto conhecimento.

Quem vê uma história assim nem imagina que ela foi baseada em um conto do famoso escritor de histórias de terror, Stephen King, o conto em questão se chama “O corpo“, e o filme só não teve esse nome por causa da música tema Stand By Me, de Ben E. King.

E, posso dizer que essa é uma obra que me fascina, tudo nela se encaixa perfeitamente, todos os mínimos detalhes são bem explorados, o roteiro é muito bem escrito por Raynold Gideon e Bruce A. Evans.

As atuações dos garotos são excelentes, com destaques para Gordie e Chris, que nos mostram que por mais que as pessoas falem que seu destino “esteja traçado” sempre será possível mudá-lo.

A trilha sonora é linda, ela certamente ficará em sua cabeça, “Conta Comigo” é uma daquelas seletas produções que conta a vida como ela é, assim como How I Met Your MotherAnos Incríveis e Entre Nós.

Se você procura uma trama que nos mostre o mundo em seu modo mais belo e mais desprezível, esse é seu filme.

Nota 9.8

Obs: A trama tem uma cena de humor escatológico, que não é minha preferência.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×