Opinião com Café | Cinderela

0 Flares 0 Flares ×

Filme de 2015 com 1 h ora e 44 minutos de duração.

Sinopse: Após a trágica e inesperada morte do seu pai, Ella (Lily James) fica à mercê da sua terrível madrasta, Lady Tremaine (Cate Blanchett), e suas filhas Anastasia e Drisella. A jovem ganha o apelido de Cinderela e é obrigada a trabalhar como empregada na sua própria casa, mas continua otimista com a vida. Passeando na floresta, ela se encanta por um corajoso estranho (Richard Madden), sem desconfiar que ele é o príncipe do castelo. Cinderela recebe um convite para o grande baile e acredita que pode voltar a encontrar sua alma gêmea, mas seus planos vão por água abaixo quando a madrasta má rasga seu vestido. Agora, será preciso uma fada madrinha (Helena Bonham Carter) para mudar o seu destino.

Opinião com Café.

Todo mundo já conhece a história dessa mocinha que é maltratada pela madrasta má, mas que mantém um olhar romântico e sem maldade sobre o mundo, até que um dia ela se apaixona por um príncipe “encantado”.
Esse príncipe resolve dar uma festa para todo o reino, mas a madrasta da Cinderela deixa ela trancada em casa, então sua fada madrinha vem e transforma a humilde Cinderela em uma das mulheres mais bonitas da festa, os dois trocam umas ideias, dá meia noite, e ela tem que ir embora porque o feitiço está acabando, sai correndo e esquece seu sapato de cristal, o príncipe vem, pega o sapato e sai testando aquele sapato igual um louco em todas as mulheres do reino, até que na ultima casa ele acha a Cinderela, e os dois vivem felizes para sempre.

Resumi quase duas horas de filme para você nesse pequeno parágrafo.

Primeiro, esse é o filme, segundo, não tem spoiler nisso, afinal, essa história é velha pra cacete. Então o que um filme que todo mundo tá careca de saber a história teria que fazer? Inovar, e isso não acontece aqui.

O filme começa mostrando a família da Ella, e como a mesma é desfeita, eles levam algum tempinho nessa narrativa pra fazer todo mundo “entender o filme”, a passagem é rápida e te encaminha para o que seria a verdadeira história, a Cinderela se fodendo na mão da madrasta, porém é ai que o filme te faz brochar, a madrasta, Lady Tremaine, interpretada pela Cate Blanchett, tem todo o tipo de madrasta má mesmo, a risada é meio diabólica, seu gato chama Lucifer, suas filhas são chatas, sua roupa é meio sombria, tudo indicava para uma atuação épica, mas ela tem umas duas ou três cenas maltratando a Cinderela e só, uma puta produção para fazer a madrasta perfeita, e eles não criam uma história para fazer você pegar raiva dela, suas filhas são toscas, suas maldades não são maldades, são do tipo: “- Ai, não me chame de madrasta, me chame de madame.” …  Muito ruim.

A fada madrinha é toda engraçadinha, mas não te cativa, a tentativa de fazer uma fada meio atrapalhada e ingênua fracassou, assim como as piadas que tentaram colocar durante o filme todo, a maioria das piadas eram horríveis, ficavam fora de contexto, sem nenhuma graça.

A Cinderela e o Príncipe Kit são pessoas sem emoção no filme, tudo muito artificial, mesmo nas cenas que a Cinderela esta sendo maltratada, são cenas que ela não tem reação.

Convenhamos, o filme não é de todo ruim, os efeitos especiais que são usados para fazer a Ella virar a Cinderela são muito bons, assim como a ideia da fada estar narrando o filme.

No geral é um filme que tem um contexto interessante, mas que faltou profundidade no roteiro, principalmente na parte da madrasta, que apesar de rasa, tem uma atuação muito boa.

Enfim, é um filme “ok”, a ideia original é boa, mas sua execução não.
Vale pra uma segunda ou terça a noite, com a sua namorada.

Nota 5.

Esse trailer mostra o filme todo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×